18 junho 2020

Fundação Champalimaud junta-se a consórcio internacional

A Simons Foundation atribuiu a cientistas da Emory University e seus colaboradores, 2.5 milhões de dólares para financiar o desenvolvimento de novas ferramentas para estudar a forma como o cérebro controla o comportamento em animais vertebrados.

Fundação Champalimaud junta-se a consórcio internacional

Designado por Simons-Emory International Consortium on Motor Control, este projeto reúne oito grupos de investigação, de três países diferentes, que usam técnicas de ponta para explorar as conexões entre o disparo dos neurónios e o movimento dos músculos.

Na Fundação Champalimaud, o laboratório de Comportamento e Circuitos Neurais, liderado por Megan Carey, e o laboratório de Neurobiologia da Ação, liderado por Rui Costa, são dois dos oito grupos de investigação selecionados para participar neste consórcio.

O lançamento oficial do mesmo está marcado para sexta-feira, dia 26 de junho, entre as 10h00 às 13h00 onde, num simpósio virtual, oito neurocientistas farão uma palestra de 10 minutos/cada sobre uma ferramenta, ainda não inventada, que eles gostariam de ter já hoje à sua disposição. Os palestrantes incluirão Chethan Pandarinath e Lena Ting (ambos da Emory and Georgia Tech), Amy Bastian (Kennedy Krieger Institute), Rui Costa (Columbia University), Amy Orsborn (University of Washington), Andrew Pruszynski (Western University) e Philip Sabes (da University of California San Francisco e Neuralink). As palestras serão transmitidas ao vivo no YouTube tendo os participantes a hipótese de colocar questões, via chat, em tempo real.

O tema do simpósio reflete os objetivos ambiciosos do consórcio. "Frequentemente, em neurociência, os laboratórios trabalham em relativo isolamento", diz Samuel Sober, co-diretor do novo consórcio e professor associado de biologia da Emory University. "O nosso consórcio é único porque os nossos membros estão a investigar não apenas modelos animais diferentes, mas diferentes habilidades motoras(...). E estamos a trabalhar juntos para desenvolver novos métodos com potencial de aplicação a uma ampla variedade de problemas."