10 agosto 2020

Investigadores recebem Prémio GCRLE

Investigadores da Fundação Champalimaud recebem prémio para estudar a ligação entre mudanças metabólicas e infertilidade associada ao envelhecimento

Investigadores recebem Prémio GCRLE

Zita Santos e Carlos Ribeiro recebem o prestigiante Prémio Piloto do Consórcio Global para a Longevidade e Igualdade Reprodutiva (GCRLE do inglês Global Consortium for Reproductive Longevity and Equality).

As mulheres na casa dos 30 tendem a sofrer um declínio na sua fertilidade, acompanhado de um aumento do risco de aborto e de defeitos à nascença. Mas porque é que isto acontece? E como pode ser evitado ou até mesmo revertido? Para encontrar respostas a estas perguntas, os investigadores Zita Santos e Carlos Ribeiro, do laboratório de Comportamento e Metabolismo da Champalimaud Research, acabam de receber o GCRLE Pilot Award.

Ao longo dos últimos anos, o grupo liderado por Carlos Ribeiro tem vindo a estudar a relação entre a nutrição e vários processos fisiológicos, usando para isso o modelo animal da mosca da fruta. Segundo Carlos Ribeiro, embora a mosca da fruta pareça muito diferente dos humanos, este animal tem muito mais semelhanças connosco do que aquelas que alguma vez imaginaríamos. "Estas semelhanças em termos de composição genética, juntamente com as ferramentas genéticas e moleculares ao dispor, fazem da mosca da fruta um poderoso modelo animal para o estudo de processos biológicos fundamentais", diz Carlos Ribeiro.

A hipótese que está na base deste novo projeto assenta num conjunto de descobertas inovadoras realizadas neste laboratório. "Recentemente descobrimos que as células sexuais (aquelas que se transformam em ovos) da mosca da fruta fêmea passam por um processo chamado reprogramação metabólica. Descobrimos também que esse processo influencia a preferência alimentar das fêmeas. No novo projeto, agora premiado pelo GCRLE, pretendemos estudar este fenómeno em maior detalhe, bem como analisar se mudanças na dieta podem ajudar a reduzir, ou mesmo reverter, o declínio da fertilidade observado em moscas da fruta envelhecidas", explica Zita Santos.

O Global Consortium for Reproductive Longevity and Equality (GCRLE) no Buck Institute for Research on Aging, com a Bia-Echo Foundation anunciou hoje (10 de Agosto de 2020) os nomes dos 22 cientistas internacionais vencedores do prémio piloto GCRLE Scholar Awards. Os vencedores deste prémio receberão apoio financeiro de 200 mil euros por um período de dois anos.

Poderá encontrar mais informações sobre o GCRLE no comunicado de imprensa disponível aqui.